Excertos


Acho que é o filho do Mário Alves, que vem ali. Ora, eu nem sabia quem era o Mário Alves, nem quem era o seu filho. Então olhei curiosa e vi um bonito rapaz acompanhado por uma moça um pouco mais velha. Fiquei calada observando-os, mas disse para comigo: Se forem namorados, não acho um par muito... Continuar a ler
Excerto do livro: Esplendor no Horizonte

Jovem viril, cheio de vigor
Falta-te um palmo na altura
Tu não tens menor valor
Por teres menor estatura.
Mas não foste contratado
Por um palmo ter faltado,
Disseram não estares á altura.

Menina com charme e bonita
Mas um tanto redondinha
Também não teve a bendita
Oportunidade que tinha.
Menos um... Continuar a ler
Excerto do livro: Reflexões Rimadas II

Marco ficou olhando devagar aquela casa onde tinha sofrido carências materiais como fome e frio. Ele estava emocionado. Pensava no tempo em que o seu sonho ali, nem ia além de chegar um dia a ter uma bicicleta.
Ele não poderia deixar de pensar que segundo lhe contava a sua mãe, foi ali mesmo,... Continuar a ler
Excerto do livro: Esplendor no Horizonte

O menino terá perguntado: Porque os meus pais não vieram ao menos abraçar-me de novo? Os pais também se perguntavam: como conseguimos agir assim? Mas a resposta era óbvia: Se eles o abraçassem de novo, poderiam não mais ter a coragem de partir!
Excerto do livro: Esplendor no Horizonte