Excertos

Diversas coisas fascinantes, incluindo acontecimentos históricos, estavam englobadas no resumo que levou a entrevistadora a exclamar: O que acabámos de ouvir é tão tocante, que só as pedras poderiam ficar insensíveis! Manifestamente, a crescente emoção daquela numerosa assistência, a havia... Continuar a ler
Excerto do livro: A voz que não ouvi

Hoje tu, amanhã eu.
Precisaremos de alguém
De alguém que não esqueceu
Que altos e baixos, a vida tem.

Podemos hoje rir juntos,
E amanhã chorar sós, tristonhos.
Hoje, há interessantes assuntos.
Amanhã, frustração de sonhos?

Alegrias e tristezas a vida têm
Êxitos e fracassos, também.
E, contudo,... Continuar a ler
Excerto do livro: Reflexões Rimadas

Num sonho maravilhoso
Vi um mundo orgulhoso
Por ter posto fim á guerra
Á injustiça e á maldade
Á violência e desonestidade
Como era bom estar na terra!

Fui tão feliz uns momentos
Vendo que os sofrimentos
Já não existiam mais.
Acordando entristeci
Porque logo percebi
Que há motivos para ais.... Continuar a ler
Excerto do livro: Reflexões Rimadas II
Era o ano de 1970. Já por nove anos Portugal estava enviando militares para a guerra que “alguns chamaram de Guerra Colonial. Outros chamaram-na de Guerra do Ultramar e ainda outros, Guerra de Libertação”; começando por Angola e estendendo-se à Guiné e Moçambique. Era comum os soldados portugueses... Continuar a ler
Excerto do livro: A voz que não ouvi